sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

A fantástica máquina do tempo

Acalmem-se meninos e meninas (como se houvessem tantos leitores, aqui. Só posso garantir que tem uma menina lendo - eu. Mas saiamos dos parênteses! Agora!). Não vou me meter a escrever sobre ficção científica, ou sobre avanços da física, afinal não entendo nada desse assunto.
Mas nessas férias andei pensando em muita coisa- como em não estar fazendo o que deveria - e cheguei à conclusão de que queria mudar muita coisa em minha vida.
Olha, enquanto pensava em como escrever esse post lembrei de duas músicas, que parecem muito com duas opções:
  • Talvez se arrependa de ter feito escolhas erradas, e peça sempre um pouco mais de tempo como em "100 anos" (tá, é do Falamansa e daí?)
  • Ou tenha "In my life" como hino, música que só agora descobri ser dos Beatles, pois sempre ouvi na voz de Osbourne (Sim, o Ozzy! Quem mais seria? ¬¬)
Os links apontam para a letra, em português, das músicas para quem quiser refletir.
Mas seja relembrando seus erros todos os dias, ou pensando que no aspecto geral suas lembranças, sejam como sejam, são o que vale a pena; há uma coincidência nas músicas, além do amor.
Há vida ! Não entrarei no mérito dos clichês tipo "amor é vida", "a vida é amor","paz e amor", "faça amor não faça guerra", "lel pára de fumar maconha", entre outros muito comuns.
Mas vou citar um diálogo que ocorreu na série Doutor House (assistam), quando um paciente insiste em se queixar da vida (to fazendo de memória, mas era mais ou menos assim):
Doutor House: "Se está infeliz dentro do avião, pule!"
Paciente: "Mas e se não for um avião, mas uma reunião chata da qual você queira sair?"
Doutor House: "Esse é um outro problema das metáforas, nem todos conseguem entendê-las. 'E se você estivesse em um caminhão de sorvete e do lado de fora houvessem doces, flores e virgens' Pelo amor de Deus, eu estou em um avião, você está em um avião. Todos estamos."

Não sei se assim tão mau escrito,tem o mesmo impacto à vocês do que a mim, tampouco sei se alguém realmente está lendo, mas queria mostrar a vocês, a conclusão que cheguei. Se estamos aqui temos de viver, pois do lado de fora, não há o que fazer,além de esperar o chão.
Sim, é triste e sei como dói, em mim, todas as vezes que paro e lembro de algo que não queria. E que dá até medo de ficar sozinha, pois fantasmas da sua memória não são camaradas. Eles fazem seu estômago revirar e as bochechas queimam de vergonha só de pensar no que você fez.
Mas você fez né ? Por que fez ?
Existem decisões irracionais entre seres racionais ? Eu, pessoalmente, não creio. Sempre há uma razão, e irracional é bem diferente de inconseqüente... quero dizer que pelo menos a mim todo ato praticado segue a uma lógica particular e tem um sentido, mesmo que nem todos entendam, mesmo que só a pessoa entenda, mesmo quea pessoa se recuse a entender.
E parafraseando Dumbledore em HarryPotter e a Câmara Secreta "São as nossas escolhas, Harry, que revelam o que realmente somos, muito mais do que as nossas qualidades.". Para mim pareceu fazer sentido, pois eu sei queaqui nesse avião,não importo o que eu sou, ou como sou, mas sempre vou poder tentar entrar na área VIP, porque decidi que vou curtir a viagem, e muita coisa aina pode acontecer.
"Vamos pegar o primeiro avião, comdestinoà felicidade. A felicidade, pra mim é você!" Tá isso foi horrível, mas sejamos felizes.
Dani, obrigada por esperar eu terminar de escrever tá? Estou feliz por estar sentada numa poltrona próxima a você =D


Então vivam,amem, se arrependam e tentem consertar se te fizer bem e for possível, mas vivam.


Piadinha do dia o verificador ortográfico não conhece a palavra maconha XD. O Lel resolve isso. =D

2 comentários:

Danillo Araújo disse...

Nossa que emoção *.* Menage pra Mim!

Bom, gostei do post, te falei que você conseguiria escrever seu post de forma ótima.

Vc tem Futuro! Espero ler mais posts seu!]


Te Adoro mozao!

Dre disse...

otimo post =D
é.. vivam a vida, mas cuidado, pois toda açao há uma reaçao, e a reação pode duer demais ;D